Por que a TV paga não faz um melhor uso dos dados coletados?

uso dos dados

Por que a TV paga não faz um melhor uso dos dados coletados?

Vivemos em um mundo regido pelos dados. A popularização da internet proporcionou a coleta de informações riquíssimas sobre os usuários e seus hábitos de consumo como nunca antes – e de forma praticamente instantânea.

O fato é que as principais plataformas de conteúdo nativas da internet, como os canais de streaming e redes sociais, fazem muito bem o uso desses dados para guiar as estratégias dos seus negócios – e mostrando crescimento astronômico perante nossos olhos.

E por que será que a TV paga, que existe há tantos e tantos anos, possui um catálogo de assinantes enorme e uma grande base de dados gigantesca não está fazendo o melhor uso desses dados quanto outras plataformas?

Existem algumas razões para isso, e as principais estão listada abaixo.

Tradição

Por ser um meio de comunicação mais antigo e tradicional, a TV paga é como se fosse um grande navio transatlântico, ou seja, qualquer alteração de rota exige um esforço descomunal e leva tempo para surtirem os efeitos. São muitas burocracias e pensamentos conservadores difíceis de mudar.

É preciso mudar a forma de enxergar o negócio da produção e venda de conteúdo, que se transformou nos últimos anos. É importante repensar a personalização do conteúdo, estrutura organizacional, venda de publicidade, assinaturas.

Volume de dados

O problema aqui está justamente em se ter muitos dados e pouca noção do que fazer com eles. É melhor ter uma quantidade menor de dados mas uma visão muito clara, ampla e interligada de como eles se complementam, o que significam e quais estratégias devem ser adotadas a partir deles, do que um volume gigantesco.

Os número só ganham relevância quando se tornam a diretriz para uma ação, ou seja, quando são decifrados e traçadas medidas práticas a partir dali.

Aqui também entra uma questão que se mistura com o ponto anterior, que é a mudança de pensamento do negócio em si e da dinâmica dentro das organizações. Por exemplo, de nada adianta os números mostrarem que precisam ser feitas mudanças drásticas na grade ou no conteúdo se todos os departamentos em questão, inclusive a diretoria, não estiverem abertos a colocar essas mudanças em prática.

Tecnologia

A tecnologia evoluiu muito e muda o tempo inteiro, então acaba sendo uma barreira mais complicada de transpor, especialmente em empresa tradicionais. A implementação de novas plataformas e recursos tecnológicos leva tempo e custa dinheiro.

 

E você, o que acha sobre o assunto?

 

Receba nossos artigos!
Nós respeitamos sua privacidade.