A direção de fotografia de Blade Runner 2049


A direção de fotografia de Roger Deakins para o filme Blade Runner 2049 não pegou ninguém de surpresa durante o Oscar 2018, afinal ele possui mais de 14 indicações durante seus mais de 70 projetos para Cinema e TV. O que vamos ler a seguir é como ele usou a criatividade e técnicas inovadoras para ambientar um cenário distópico, grandioso e futurista.

 

Composição

De todos os talentos de Deakins que podemos citar, um dos mais relevantes é sua capacidade de gerenciar a complexidade de luzes, fumaças e cores em uma mesma cena.

Olhe para esta cena e perceba o tudo que está acontecendo: os vários tipos de luz e espaços perfeitamente equilibrados sem sobrecarregar o momento íntimo de dois personagens.

 

Reflexo de água

Durante uma das cenas mais importantes do filme, vemos uma espécie de reflexo de água refletido nas paredes do cenário. Esse efeito foi criado utilizando dois refletores de 10 mil Watts, e uma piscina construída no set.

 

 

Fresnel

Sobre o uso peculiar dos refletores tipo Fresnel, Roger concedeu essa explicação à revista Variety, em outubro de 2017: “Utilizamos 256 refletores Arri tipo Frsnel de 300 Watts, em dois círculos concêntricos. Os acessórios foram removidos para que cada refletor tocasse literalmente o próximo. Isso exigiu uma instalação de dimmer bastante elaborada.”

 

Luz Suave

Ainda à Variety, o diretor contou sobre os artifícios para obter efeitos suaves de iluminação: “Usei um conceito semelhante para ‘A Serious Man’ com lâmpadas domésticas para obter um efeito de luz suave e largo, enquanto que aqui usei lâmpadas de Fresnel de 300 watts para focar a luz em uma área específica. A luz ainda parecia suave por causa da largura e do número de luzes”

 

Se quiser aprender um pouco mais sobre direção de fotografia com esse profissional premiado, vale dar uma conferida no making of da produção.

 

 

Receba nossos artigos!
Nós respeitamos sua privacidade.