Dicas para fotografar alimentos

dicas para fotografar alimentos

Dicas para fotografar alimentos

Quem nunca sentiu fome quando viu aquela propaganda do hambúrguer quentinho recém saído da grelha? Ou uma vontade louca de se refrescar ao ver a foto de um sorvete com cobertura de dar água na boca? E a foto do prato de macarrão com molho vermelho que parece que foi sua avó quem fez?

E quem nunca ficou um pouco frustrado ao abrir a caixinha do hambúrguer e se sentir dentro de um meme “expectativa X realidade”? Ou receber seu prato de macarrão e ver que ele não era tão apetitoso quanto o da foto?

Muita gente se pergunta se as fotos de publicidade de alimentos são feitas com comida de verdade ou se são montagem, computação gráfica ou qualquer outra coisa artificial.

Bem, é comida mesmo – mas não exatamente!

Você já experimentou tirar foto de um prato de comida? Mesmo com a melhor câmera do mundo, não vai ficar tão apetitosa quanto as que a gente vê nas propagandas por aí, certo? Isso porque os profissionais utilizam uma série de truques para conseguir o efeito “água na boca” esperado.

A começar pelo styling. Isso mesmo, os alimentos são “produzidos” especialmente para saírem bem na foto, com direito a retoques, enchimentos, alfinetes, cola, corante, tinta e muito mais.

O vídeo abaixo mostra como alguns pratos são montados para serem fotografados:

Deu para perceber que a última coisa que você vai fazer com uma comida dessas é comer, né? 😉

Além dos truques de styling, algumas dicas técnicas também fazem toda a diferença no resultado da fotografia:

• Usar uma lente de médio alcance ajuda a diminuir a distorção que uma lente aberta causa, já que quanto maior a distância, maior a distorção.

• Procure alternativas de ângulos para criar um efeito 3D na foto, quando o fundo aparece, mesmo que desfocado. Isso cria a sensação de que o prato está bem na frente de quem olha. O ângulo ideal vai depender do formato do alimento, por isso é importante testar.

• Para deixar a foto mais interessante, vá mudando a disposição dos elementos do prato dentro do campo do foco de modo a ficarem mais harmônicos.

• Faça composições ao redor do prato principal com os ingredientes ou utensílios utilizados no preparo. Isso dá mais interessância e riqueza para a imagem.

• Iluminação é tudo, e pode fazer a diferença entre um prato ficar apetitoso ou extremamente sem graça. Prefira luz natural difusa, como vinda de uma janela, pela lateral, incidindo a cerca de 45º. Isso vai ajudar a enfatizar as texturas dos alimentos, oferecendo mais detalhes e água na boca!

• Usar um tripé para colocar sua câmera te ajuda em duas importantes questões: primeiro, você pode modificar o cenário da foto sem perder o ângulo; segundo, te possibilita usar velocidades mais lentas, permitindo maior entrar de luz na câmera, além do ISO mais baixo.

• Usar o formato RAW na câmera vai trazer maior fidelidade nas cores, essencial quando estamos falando de comida (lembra que, primeiro, comemos com os olhos, né?).

 

Receba nossos artigos!
Nós respeitamos sua privacidade.